quarta-feira, 15 de maio de 2013

O que esperar… do Google IO 2013


GIO_2013O Google IO, evento voltado para desenvolvedores, tem servido também para lançar aparelhos e novas versões de Android e produtos do Google nos últimos anos.
Esse ano não deve ser muito diferente. Uma nova versão do Nexus 7, tablet de 7 polegadas, lançado no ano passado deve aparecer na convenção deste ano junto com alguma outra surpresa em hardware.
O que mais importa mesmo são as novas versões dos serviços e aplicativos do Google. Eu esperava que fossemos ver a nova versão do Android, a Key Lime Pie (KLP) já agora na Google IO, mas alguns reports dizem que isso não vai acontecer e que teremos mais uma mini versão de Jelly Bean com o numeral 4.3. Eu ainda tenho esperanças de que possamos ter o KLP sendo anunciado e junto com ele todas as melhorias que a atualização deve trazer.
Muitas outras mudanças e anúncios devem ocorrer, continue lendo para saber mais sobre eles.

Um lado que nem sempre é muito comentado no primeiro dia do Google IO é que os serviços do Google acabam ganhando muitas novas funcionalidades, mas esse ano isso deve mudar e muito estardalhaço deve ser feito em cima disso. Teremos uma grande revolução em um dos maiores serviços que o Google tem, o Google Maps.
Tudo indica para uma mudança drástica na forma do maps funcionar hoje. Ele estará mais integrado ao Earth e a todas as outras camadas de serviço que o Google tem.
Pelo que foi vazado até agora, o maps será o serviço/aplicativo que mais deve mudar, e pelo visto, para algo bem melhor e útil do que já é.

Outro grande anúncio deve ocorrer na forma de um novo serviço. Um serviço de streaming de música que o Google anunciará e que deve funcionar com dispositivos Android, Chrome e Browsers em computadores. Correm boatos de que o Google já teria assinado com as 3 grades do mundo da música (Universal, Sony e Warner) e que com isso já estaria pronta para anunciar algo nesse estilo. O serviço seria pago é claro, e um grande concorrente para serviços como Rdio e Spotify.
Se esse serviço vier também para o Brasil, será a primeira vez que um dos gigantes (Google, Microsoft e Apple) oferece um serviço parecido no Brasil e pode dar muito certo sendo o primeiro a ser lançado dos grandes por aqui.

Muitas outras surpresas podem surgir ainda, como os celulares de fabricantes com Android puro ao invés de suas skins proprietárias (como dito no outro post sobre o GS4 com Android puro).
A única coisa certa é que essa é sempre uma data a ser reservada no seu calendário todo ano.

Márcio Mattos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário