quarta-feira, 7 de março de 2012

O que esperar… do novo iPad que será lançado hoje (UPDATE)

apple-ipad3-event-2012O novo iPad da Apple será lançado hoje à tarde em São Francisco. Novamente faremos uma pequena prévia do que está por vir e o que podemos esperar do aparelho e do seu impacto no mercado de tablets.

O novo iPad, seja qual for o seu nome, alguns nomes cotados são: iPad 3 e iPad HD e até iPad 2S (esse eu duvido muito, mas em se tratando de Apple…), terá boas melhorias em relação aos seus parentes anteriores. Vamos tratar delas abaixo.


Rumores: A possível grande novidade do evento pode ser uma tecnologia de tela nova que faz com que o usuário "sinta" texturas diferentes e profundidades ao tocar a tela do aparelho. Aqui está um vídeo com exemplo da tecnologia. Um tablet já foi lançado no mercado americano com essa tecnologia, mas é um tablet de pequena importância, fabricado por um pequeno e quase desconhecido fabricante, mas que está a venda e com forte marketing pela AT&T. É o Pantech Element, um tablet de entrada nos EUA.

Tela: Essa será ao meu ver a principal melhoria do novo iPad. A nova tela, terá provavelmente 2048x1536 pixels de resolução, com o mesmo tamanho 9,7 polegadas. Isso traz o iPad para a nova geração de tecnologias de telas de tablets. A nova tela tem no total 4 vezes mais pixels que a tela anterior fazendo obviamente sua densidade quadruplicar também. Ela faz com que o novo modelo fique em condições de brigar com os novos modelos de tablets FullHD+ que estão sendo lançados e alguns até já estão nas prateleiras. Com a nova tela o aparelho terá perto de 50% a mais de pixels do que um tablet com resolução FullHD de 1920x1080, mas isso não traz grandes benefícios, pois em telas próximas a 10 polegadas, qualquer das resoluções é mais do que a grande maioria do público consegue enxergar para distinguir os pixels. A tecnologia não é grande inovação, pois já foi apresentada há mais de um ano uma tela com essa resolução e com tamanho de 7 polegadas, mas é com certeza bem vinda.

Processador: O novo processador, atualmente vazado como A5x mas também podendo ser chamado de A6, terá provavelmente, segundo os vazamentos, quatro núcleos de Cortex A9 (ARM) e uma placa de vídeo renovada com provavelmente o dobro da capacidade da anterior, e apesar de ter que trabalhar com 4x mais pixels não será problema, já que a placa de vídeo do iPad2 era super-dimensionada para o aparelho e essa deve dar conta do recado. Para mim o processador é uma pequena decepção pois era esperado que a Apple pudesse ir direto para o Cortex A15, que é a nova geração de processadores ARM. Essa nova geração é tão mais capaz que a anterior, que dois cores A15 no mesmo clock são mais rápidos que quatro cores A9. A Nvidia já tem processador quad-core A9 desde outubro do ano passado em tablets e já tem desde fevereiro o mesmo processador rodando em telefones, portanto o novo processador para mim, mesmo com as melhorias, é uma leve decepção. Esperamos que a Apple possa surpreender e mostrar um quad-core A15, se isso acontecer aí sim será um senhor pulo na tecnologia atual.

Tamanho: O aparelho praticamente não deve mudar de tamanho. O novo poderá ter uma espessura um pouco maior que o atual, o que na minha opinião não só não compromete, como ajuda, pois os iPad2 e o Galaxy Tab 10.1 e 8.9 da Samsung para o tamanho da minha mão são muito finos e incômodos de segurar com uma mão só por um tempo (leitura por exemplo). Mas não espere o tamanho do iPad original, será muito pouco mais espesso ou até da mesma espessura que o atual. O consenso é que ele não deve ficar mais fino. O tamanho do aparelho em si deve seguir as proporções do iPad2, não só em tela, até porque dizem que o novo ainda será compatível com os “apetrechos” do iPad2, como a “Smart Cover”. Há o boato de que a Apple também estaria pronta para lançar um tamanho alternativo, como 8 polegadas ou 7 polegadas. Apesar de eu achar que isso é uma ideia excelente, tendo em vista que tenho um tablet de 7 polegadas e acho que entre 7 e 8 está o tamanho ideal para tablets, acho que a Apple não deve apresentar nada neste estilo, pelo menos por enquanto. Seria ir de encontro a ideia inicial de Steve Jobs que se vangloriava em dizer que nunca se teria mercado para outro tamanho de tablets, mas o mercado provou o contrário.

Sistema Operacional: O OS do novo iPad deve ser inicialmente o iOS 5.1 ou até mesmo um iOS 6. O iOS 5.1 já aceita uma nova forma de mostrar os ícones em melhor definição, feito para a tela melhorada do novo aparelho, o que dará uma melhoria de imagem bem interessante ao OS da Apple. Não sei o que um iOS novo traria para a mesa, pois algumas coisas já foram apresentadas no OS atual, como os novos formatos de livros e outras coisas. Ao meu ver, a Apple deveria dar uma radicalizada em seu OS, afinal a experiência é a MESMA desde que foi lançado em 2007. Não se engane, ele ficou mais bonitinho com papéis de parede, passou a ter cada vez mais uma resolução maior, e maior DPI, mas ele é essencialmente o mesmo OS com o mesmo funcionamento desde 2007. Um amigo até comentou, “Tenho o mesmo telefone desde 2007!”, quando o perguntei “Como assim?”, já que sabia que ele tinha mudado de iPhone 3 vezes, ele me falou: “A experiência é a mesma!”. Com o iOS 5 a Apple melhorou bem o funcionamento, copiando o que tinha de bom em outros OS como o sistema de avisos do Android e outras coisas, mas ainda assim, precisa de uma renovada geral na minha opinião. Os concorrentes estão se movendo cada vez mais e o ICS é uma senhora revolução, acho bom a empresa de Cupertino dar uma sacudida. Claro que ela não vai perder mercado assustadoramente rápido nem nada do tipo, afinal essa mesmice é o que faz muita gente adorar a Apple, mas agora, com o novo Android, os tablets finalmente tem um OS verdadeiramente competitivo, e na minha opinião, muito mais atualizado e melhor de se usar em um tablet, deixaram de ser um telefonão (como acontecia com Android e acontece com iPad).

Comunicação: Aqui a mudança, se formos acreditar no que se especula por aí, será grande e boa, mas somente para os americanos. O novo tablet deve ter a tecnologia de LTE, algo que era esperado para o “iPhone5” (que nunca veio) e que deve estar nesse aparelho. A tecnologia é a verdadeira tecnologia 4G, a única que passa dados de forma comparável a uma banda larga fixa, e se levarmos em conta o que temos no Brasil, de forma muito mais rápida que nossa média de banda larga. LTE consegue passar mais de 50Mb de dados tanto de upload como download com facilidade. Para se ter uma ideia, o limite de velocidade teórica é de 1Gbit para celulares e antenas estacionárias. As operadoras americanas de grande porte já tem LTE e as outras já estão implementando a tecnologia. No Brasil, mesmo com Copa 2014 e Olimpíadas 2016, não espere para ver nada desse tipo tão cedo, se tivermos algo será uma melhoria do 3G atual, com o HSPA+, que o aparelho também deve oferecer. O problema do LTE é que ele usa, como esperado para algo assim, muito mais bateria, portanto o novo tablet deve ter uma bateria mais forte. A nova bateria deve ser uma vantagem para mercados como o nosso, pois sem LTE a bateria duraria mais. Acho que a Apple deve fazer como fez com o iPhone 4s, uma única versão para o mundo todo, com CDMA, HDPA+ e LTE, claro isso se tratando da versão com rádio celular.

Câmera: Aqui também é esperado uma melhoria significativa. A minha expectativa é que a câmera do iPhone 4S seja utilizada, mas ao meu ver, isso ainda é bobeira. Melhorem a câmera frontal, e MUITO ao invés de dar importância a câmera traseira. Não há explicação para que alguém tire um tablet da bolsa/mochila para tirar uma foto, com certeza essa pessoa tem um celular para isso, e que provavelmente tem uma câmera bem melhor para essa função. A câmera frontal em tablets é a mais importante, ela que será usada para fazer vídeo conferências e será mais usada que a traseira. Não é algo que vejo contra a Apple e sim contra TODOS os fabricantes de tablets do mundo. Se for para melhorar a câmera, que melhore a frontal. Ponha HDR, capacidade de melhor imagem em pouca luz e vídeos de Full HD, mas faça isso na câmera frontal, e faça a traseira fazer no máximo a mesma coisa.

Memória: Não vejo nenhuma revolução nessa área, teremos uma memoria RAM dobrada de 512MB para 1GB, trazendo o tablet para o patamar dos tablets e até telefones atuais, e a memória de armazenamento deve ficar na mesma, ou talvez ter uma versão com 128GB de memória. É só esperar mesmo, mas nenhuma revolução aqui.

Agora é esperar para ver o que teremos de novidades em algumas horas e ver o que acertamos e o que erramos.

Assim que acabar o lançamento voltamos com mais notícias.

Márcio Mattos

Nenhum comentário:

Postar um comentário